quinta-feira, 20 de junho de 2013

QUEREMOS MUDANÇAS! (BOL. Nº 38 - 20/06/2013)

QUEREMOS 

MUDANÇAS!



            Durante o Século 18, o Brasil ainda não era país. Desde o descobrimento até 1822 era um estado português além-mar, pagava um alto tributo para o Governo Central sediado em Portugal. Este tributo incidia sobre tudo o que fosse produzido neste estado além-mar e correspondia a 20% (ou seja, 1/5) da produção. Essa taxação que achavam ser altíssima e absurda era chamada de “O Quinto”. Esse imposto recaía principalmente sobre a produção de ouro. O “Quinto” era tão odiado pelos cidadãos portugueses naturais do Brasil que, quando se referiam a ele, diziam “O Quinto dos Infernos” (os aqui nascidos eram chamados portugueses naturais do Brasil. Só depois da independência, o Brasil virou país e os aqui nascidos passaram a ser chamados de brasileiros). “O Quinto dos Infernos” virou sinônimo de tudo que é ruim. O Governo Central, sediado em Portugal, quis, em determinado momento, cobrar os “quintos atrasados” de uma única vez no episódio conhecido como “Derrama”. Isso revoltou a população, gerando o incidente chamado de “Inconfidência Mineira”, que teve seu ponto culminante na prisão e julgamento de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes. De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário IBPT, a carga tributária brasileira chegou, ao final do ano de 2011, a 38% ou praticamente 2/5 (dois quintos) de nossa produção. Ou seja, a carga tributária que nos aflige é praticamente o dobro daquela exigida por Portugal à época da Inconfidência Mineira, o que significa que pagamos hoje, literalmente, “dois quintos dos infernos” de impostos... Para quê? Para sustentar a corrupção? Os mensaleiros? O Senado com sua legião de “Diretores”? A festa das passagens, o bacanal (literalmente) com o dinheiro público, as comissões e jetons, a farra familiar nos 3 Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário)? Nosso dinheiro é confiscado no dobro do valor do “quinto dos infernos” para sustentar essa corja que nos custa (já feitas as atualizações) o dobro do que custava toda a Corte Portuguesa! E pensar que a população se insurgiu contra a derrama quando o imposto era igual a “O Quinto”, a metade dos impostos que pagamos atualmente...! Porque o povo achava que “O Quinto” era um valor altíssimo e absurdo e agora, que está alienado a tudo que acontece ao seu redor, nem isso acha.  
      Chega de corrupção! Chega de propina! O dinheiro é da Saúde, das Pesquisas, dos Médicos, dos Remédios, dos Postos de Atendimento e Hospitais, da Educação, das Escolas em tempo integral e Faculdades, da Infraestrutura das Estradas, Ferrovias, Portos, Aeroportos, Usinas, Presídios inteligentes com produção e socialização pela iniciativa privada. Pesquisa industrial que substitua a importação por exportação, etc., etc...

        Brasileiras e Brasileiros, chega de corrupção, mensalão, violência, menores infratores, pedófilos, estupradores etc! Associem-se ao IBI, participem dos núcleos monárquicos da sua cidade, ou funde um. Quanto mais núcleos, mais rápido formarão a militância necessária para promover a restauração da monarquia brasileira.

Participe do IBI, entre em contato
pelo e-mail presidencia@brasilimperial.org.br
Acesse o site www.brasilimperial.org.br e faça o seu cadastro.Participe!Saudações Monarquistas!

 Comendador Antonyo da Cruz
Presidente do Instituto Brasil imperial



terça-feira, 18 de junho de 2013

Comunicado do Chefe da Casa Imperial do Brasil (BOL. Nº 37 - 18/06/2013)

Pró Monarquia

COMUNICADO





      Pró Monarquia comunica que S.A.I.R. o Príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança, Chefe da Casa Imperial do Brasil, em vista da onda de protestos que se generaliza por todo o País, refletindo um fundo de insatisfação geral e evidenciando que pode haver nos bastidores quem esteja procurando tirar proveito desses acontecimentos, e ademais considerando o risco de envolvimento em atos de anarquismo, julga que a prudência impõe aos monarquistas absterem-se de qualquer participação em tais manifestações.

São Paulo, 18 de junho de 2013

Pró Monarquia

R. Itápolis, 873 - Pacaembu 
01245-000 São Paulo/SP 
(11) 2361-3214 
Tel. (11) 3822-4764
contato@monarquia.org.br 

CONTATO

Nome

E-mail *

Mensagem *

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ARCHIVO NOBILIÁRQUICO BRASILEIRO

OBRIGADO PELA VISITA!